Número total de visualizações de página

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Johann Wolfgang von Goethe - Lenda

Quando o nosso Senhor andava Na Terra, humilde e desprezado, E muitos discípulos se ajuntaram, Mas raramente a sua palavra entenderam, Ele muito gostava E nas ruas a todos falava. Porque debaixo da face do céu a falar, Isso melhor e mais livre se pode dar. Deixava Ele ouvi-los, da Sua Boca Santa, mais alto ensinamento, que encanta. Em especial, por parábolas e exemplo, Ele transforma cada mercado em um templo. Assim, passeando com eles em tranquilidade De espírito, em direção a uma cidade, Ele viu uma coisa brilhante no chão, Uma ferradura partida era então. A São Pedro Ele assim falou, a seguir: "Levanta-me esse ferro, estou-te a pedir!" São Pedro não estava atento, porém, Sonhando, a andar, no momento, tão bem, Do governo sobre o mundo, Que todos gostam no fundo; Porque isso não tem barreiras na mente: Era o seu mais caro pensamento. Assim, o achado pequeno demais lhe parecia, Se não, ao menos, coroa e cetro seriam. Mas, por que as costas curvar E por meia ferradura se esforçar? Ele então, para o lado se a virar, Faz de conta, que nada está a escutar. O Senhor, por Sua Longanimidade, Levanta, Ele mesmo, a ferradura e nada Sobre o assunto a mais vai tratar. Quando, em breve, à cidade estão a chegar, À porta dum ferreiro se dirigindo, Vai-lhe, por isso, trinta centavos pedindo. E, enquanto pelo mercado estão a passar, Bonitas cerejas expostas a avistar, Compra delas tão poucas ou mais então, Quantas por três tostões lhe dão, Que Ele, a seguir, calmamente, Guarda na Sua manga, como costume, contente. Agora, por outra porta fora, Vão por campos, sem casas, embora; Também árvores no caminho não havia, O sol brilhava, grande calor se sentia, Num lugar assim dado se tinha Tesouro por um golo de água, que não havia. O Senhor sempre à frente caminhando, De repente, uma cereja cair deixando, São Pedro logo a apanha então, Como se fosse uma maçã de ouro; tão Bem a baguinha lhe ficou a saber. O Senhor, pouco se a reter, Mais uma cerejinha manda ao chão, São Pedro depressa abaixa-se então. Assim, muito o Senhor o se deixa curvar, Para as cerejas apanhar. Isso algum tempo se a passar, O Senhor, bem humorado, começou a falar: "Se a tempo devido te tinhas mexido, Mais facilmente tudo tinhas conseguido. Quem pequenas coisas menosprezar, Por ainda menores se vai esforçar!" Tradução do alemão feita às 23.30 h do dia 26 de Abril de 1999 por Helga Erika Giebelhausen de Campos